Pavilhão do Rosário - Cristo Rei

No passado Domingo, dia 06 de março de 2016, foi inaugurado o novo pavilhão multiusos no Santuário de Cristo Rei. É um espaço com 750 lugares sentados que o reitor, Padre Sezinando Alberto, diz ser provisório, mas que vem responder a muitas solicitações para as quais não existia capacidade de resposta. O pavilhão foi inaugurado por D. José Ornelas, bispo de Setúbal, e contou com a presença do Núncio Apostólico, D. Rino Passigato, de parte do clero diocesano, e de diversas entidades civis.

«Este santuário tem crescido muito, mas queremos que possa crescer cada vez mais», afirmou no final da inauguração do novo Pavilhão do Rosário, o reitor do Santuário, Padre Sezinando Alberto. «Se não queremos que o Santuário seja só um miradouro sobre Lisboa, ele tem que ser provido dos equipamentos necessários para que este local seja espiritual, formativo e cultural».

É assim que nascer a ideia de fazer um pavilhão com 750 lugares sentados que já está totalmente pago e que, de acordo com o reitor, será uma mais-valia, não só para a pastoral de acolhimento do Santuário, mas também para a Diocese e para a cidade de Almada.  Faltam, contudo, vinte quadros dos vinte mistérios do Rosário que, em breve, estarão ali colocadas nas paredes.

«O grande equipamento que o Santuário tem em vista é uma Igreja dedicada à Beata Maria do Divino Coração, com capacidade para mil lugares sentados. Até que haja dinheiro para a Igreja, era necessário este equipamento porque Santuário tem crescido muito», afirmou ainda o sacerdote.

Novos melhoramentos concluídos até 2017

O Padre Sezinando Alberto avançou ainda com anúncio da realização de outras obras de melhoramento no Santuário para o ano de 2016, nomeadamente, a inauguração da nova porta do monumento a Cristo Rei; quatro pórticos da fé em quatro pontos distintos do recinto do Santuário, e o embelezamento do pedestal do Cristo Rei com um painel de azulejos do Cântico das Criaturas e a frase «Deus é Amor», em dezasseis línguas.

No entanto, a grande obra que já está em curso e que espera ver concluída em 2017 é a Alameda Pio XII, uma ligação da reitoria ao monumento, com um caminho pedonal, uma fonte a lembrar o batismo, terminando com um carrilhão de nove sinos.

Centro aberto ao mundo e à Misericórdia de Deus

Para breve está, também, a chegada de uma congregação religiosa feminina dedicada ao Sagrado Coração de Jesus. «Os equipamentos físicos são necessários, mas de nada serve se não houver uma componente espiritual. Quero que este seja um Santuário de devoção nacional ao Coração de Jesus. Por isso, se tudo correr bem, e porque há abertura da congregação para isso, em 2017 teremos aqui as Apóstolas do Sagrado Coração de Jesus», disse o reitor.

D. José Ornelas, o Prelado sadino reforçou no final as palavras do reitor: «Este é um Santuário da Igreja Diocesana quer pela sua coordenação, pelas decisões que se tomam, e pelos projetos que se fazem. Que seja um centro de unidade de Cristo aberto ao mundo e à Misericórdia de Deus». 

Anabela Sousa, in Noticias de Setúbal 


Receba a nossa NEWSLETTER




© 2013, Associação de Reitores dos Santuários de Portugal.
Todos os direitos reservados