São Bento da Porta Aberta vai criar escola educativa para as famílias

A Irmandade de São Bento da Porta Aberta, em Rio Caldo (Terras do Bouro), vai criar uma escola educativa para as famílias, fundada em ensinamentos do monge beneditino italiano D. Massimo Lapponi.

“Vai ser uma escola não académica como D. Massimo Lapponi propõe, mas um centro de formação com agilidade de adaptação dos diferentes saberes à nossa realidade”, adiantou Carlos Aguiar Gomes, membro da Mesa da Irmandade, à margem do congresso sobre S. Bento que decorreu entre sexta-feira e sábado.

Carlos Aguiar Gomes admitiu “a criação de uma comissão de trabalho para preparar o projecto da escola”, mas indicou que a proposta “não deve ser remetida à União Europeia, sendo divulgada apenas em Portugal”.

“A escola para as famílias vai ter uma estrutura física, provavelmente no santuário, não havendo por enquanto uma previsão sobre quando vai ser implementada e quando vai começar a funcionar”, acrescentou, numa intervenção citada pela página da Arquidiocese de Braga na internet.

A ideia surgiu no segundo e último dia do congresso em que esteve presente D. Massimo Lapponi, monge beneditino italiano, que veio ao santuário de São Bento da Porta Aberta proferir uma conferência, sobre “S. Bento e a Família”, defendendo que “é absolutamente necessário criar uma escola destinada a pais e a noivos, capaz de oferecer todas as condições conducentes à aquisição de uma formação adequada”.

Fonte: Agência Ecclesia


Receba a nossa NEWSLETTER




© 2013, Associação de Reitores dos Santuários de Portugal.
Todos os direitos reservados