Nossa Senhora da Conceição do Sameiro

História

Aqui, nunca houve nenhuma aparição nem visão de Nossa Senhora.

O Sameiro começou por um monumento em honra da Imaculada Conceição, promovido pelo Padre Martinho António Pereira da Silva, para perpetuar a definição do dogma da Imaculada Conceição (Pio IX em 8 de Dezembro de 1854) e a devoção do povo português a este mistério.

No dia 14 de Junho de 1863, era lançada a primeira pedra do pedestal de granito suporte a uma estátua da Virgem Maria, com altura de 14 palmos, esculpida em mármore branco de uma só pedra, trabalho do artista italiano Emídio Carlos Amatucci, a residir em Portugal, e benzida pelo Arcebispo Primaz D. José Joaquim de Azevedo e Moura, aos 29 de Agosto de 1869.

Em 1870 começou a construção de uma capela, com 30 por 18 metros, muito perto daquele monumento, onde, em 29 de Agosto de 1880, foi entronizada a imagem da Imaculada Conceição, em madeira, benzida em Roma por Pio IX, vulgarmente chamada «Nossa Senhora do Sameiro».

Dez anos depois, 1890, foi lançada a primeira pedra da actual Basílica, cuja construção demorou 40 anos.

É um templo de estilo neoclássico, em forma de cruz latina, com duas torres e zimbório. O frontal da capela-mor, construído em granito e mármore polidos, com um artístico sacrário de 1,32 metros, todo em prata cinzelada, termina com a imagem de «Nossa Senhora do Sameiro» vinda da primitiva capela.

O Papa Paulo VI elevou o Santuário à categoria de Basílica em 1964, o Papa João Paulo II visitou-o em 15 de Maio de 1982 e concedeu-lhe a Rosa de Ouro em 2004, nas celebrações dos 150 anos da definição do dogma da Imaculada Conceição.

Em 1973 começou a construção da Cripta que foi inaugurada a 16 de Junho de 1979 e comunica com a Basílica por um túnel.

Os painéis, em cerâmica de relevo, policromada, que ornamentam as paredes desta Cripta são da autoria de Querubim Lapa.

Marcando o início do adro do santuário estão as estátuas dos quatro Doutores marianos: S. Cirilo de Alexandria, S. Bernardo de Claraval, S. António de Lisboa e S. Afonso Maria de Ligório.

Do lado oposto está um esbelto cruzeiro de 33 metros de altura.

Frente à Cripta, a fechar o monumental escadório que a liga à estrada que vem do Bom Jesus, há dois altos pedestais em granito, de 20 metros de altura cada, encimado um pela estátua da Imaculada Conceição e outro pela do Sagrado Coração de Jesus.

Galeria






© 2013, Associação de Reitores dos Santuários de Portugal.
Todos os direitos reservados